©2016 - Todos os direitos reservados à Point Informática 
Rua Dr. Silveira Brum, 86-Sala 204 Centro - Cep 36880-000 - Muriaé/MG

  • facebook-square
  • google-plus-square
Visitantes

Sustentabilidade – um novo modelo de gestão do futuro

Umas das tendências descritas no estudo sobre Visão de Futuro do setor têxtil e de confecção para 2030 realizado este ano, é a tendência sustentável. Cada vez mais ouvimos falar sobre a degradação do meio ambiente, poluição e o quanto os consumidores estão buscando produtos sustentáveis, fábricas que respeitam a preservação ambiental, produtos biodegradáveis ou recicláveis e etc. Essa mudança no perfil d consumidor afeta diretamente o modelo de gestão e fabricação para o futuro têxtil, partindo da ideia em que daqui uns anos as fabricas que não utilizarem de recursos tecnológicos que auxiliem nesse modelo dificilmente se manterão no mercado acerado global. Com isso, especialistas preveem que o termo sustentabilidade será o novo modelo de gestão do futuro.

 

Assuntos como escassez de água e energia limpa estão formando consumidores exigentes que fazem pressão através de movimentos sociais, políticas públicas e estratégias privadas enfatizando a cultura sustentável. O aumento progressivo do volume de resíduos domésticos e industriais é um claro indicador de mudanças de paradigmas sociais e ambientais.

 

Em um futuro assumido como incerto pelos especialistas e radicalmente diferente do presente, a construção de uma rota sustentável é considerada uma providência emergencial.

As preocupações com o meio ambiente têm tornado caras as indústrias sujas e todos os produtores enfrentarão, mais cedo ou mais tarde, pressões crescentes para o uso de tecnologias que gerem menos poluição e gases de efeito estufa. À medida que a preocupação social ambiental aumentar sua importância, os requisitos tecnológicos reduzirão as vantagens comparativas dos países em desenvolvimento.

 

Essas tendências irão influenciar desde a criação de novos materiais que sejam mais fáceis de reciclar e de reutilizar, que consumam menos água e energia de transformação, menor quantidade de produtos tóxicos e que sejam biodegradáveis ou pelo menos causem baixo impacto ao meio ambiente, até a criação de processos mais produtivos, sem desperdícios de qualquer natureza. Essa inovação virá através da injeção tecnológica na gestão de produção.

 

EXPECTATIVAS SOCIAIS

Um outro aspecto relevante é quanto às expectativas da sociedade quanto às marcas. A tendência é a contribuição para a geração de bem-estar. Os negócios precisam de uma sociedade estável e próspera, o que faz com que ambos se alinhem em interesses de longo prazo para criar uma economia forte, resiliente e de baixo carbono.

 

Um novo caminho chamado de ecoinovação será assumido daqui uns anos. O design irá assumir papel essencial no rumo de uma manufatura zero carbono. Sistemas produto/serviço sustentáveis baseados em desmontagem, durabilidade, possibilidades de retorno e de reprocessamento devem ser projetados desde o início do processo de inovação.

 

No futuro serão considerados quatro vetores de transformação sustentável, que são:

Governança da cadeia de valor sustentável – as contratações deverão ser guiadas pelas necessidades de princípios de produção sustentável;

 

Estratégias de recursos humanos – Os processos de seleção e treinamento deverão incluir sistemas de avaliação capazes de medir competências ambientais em todos os níveis técnicos, econômicos e gerenciais;

Mudança organizacional – os gestores ambientais deverão ter participação mais efetiva no desenvolvimento de

 

produtos e estratégias de marketing que disseminem as informações corretas sobre os atributos sustentáveis dos produtos;

 

Tecnologias integradoras –  sistemas de gestão sustentável deverão ser customizados também para pequenas empresas de manufatura e de produção semiartesanal.

Please reload

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square